quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Eu quero, preciso e tenho de me apaixonar*

Quero um amor. Grande, pequeno ou assim assim, não me interessa. Quero um amor. Alguém com quem possa passear de mãos dados e no ombro de quem possa deitar a acabeça. Alguém que partilhe comigo os seus dias, noites, tristezas, alegrias, experiências. Alguém a quem eu possa fazer um chá de limão, quando a garganta o arranhar. Alguem que queira fazer doce de morango comigo, e me mostre coisas que eu nunca vi e me ensine coisas que eu não sei. Alguém que entre na minha vida sem pedir licença e me faça acreditar que sim, que eu também vou encontrar um amor, que eu também vou ser feliz ao lado de alguém.
Alguém que queira, tal como eu, uma relação simples, mas não simplista, uma relação feita de amor, respeito, confiança, amizade, paixão, amor, sinceridade e carinho. Alguém que não tenha medo de falhar, que perceba que os erros são oportunidades de crescimento, que não tenha medo de criticar e que saiba aceitar críticas, que queira crescer e me faça crescer. Alguém que me abrace sempre que me sentir perdida e queira ter o meu abraço sempre que os dias lhe doerem no peito.
Alguém que me abrace quando chego do trabalho e estou rabujenta, com sono e com fome e só quero dormir e entenda as minhas ausências, o meu telemóvel sempre a tocar com assuntos do trabalho, a minha preocupação constante com os assuntos de trabalho. Alguém que me saiba fazer parar quando é tempo, que tenha paciência para me ouvir, que se interesse pelos meus assuntos.
Alguém que queira partilhar comigo a vida. Que queira mesmo construir algo a dois. E que queira, tanto como eu, sentir amor na sua plenitude.
Quero sorrir sem motivo e ficar com aquele ar lamechas sempre que me lembrar dele, quero ouvir o telemóvel a tocar e ler uma mensagem dele ou ouvir a voz dele a dizer-me apenas "bom dia, meu amor" do outro lado da linha.
Quero olhar para os olhos dele e ver o meu reflexo, quero sentir-me protegida, amada e desejada, quero um abraço forte que não me deixe fugir e me envolva por inteiro.
Quero alguém com quem possa partilhar os meus gostos - cinema, música, viagens, escapadinhas de fim-de-semana em sítios de turismo rural, livros, compras, e tudo o mais que nos apetecer.
Chegou a altura de baixar as barreiras, olhar com olhos de ver e deixar entrar alguém.
Porque eu quero, preciso e tenho mesmo de me apaixonar.

*título descaradamente roubado à Lua Escondida do blogue Já não te sinto em mim, com autoização dada por ela.

19 comentários:

  1. Texto fantástico :)
    Agora... "Alguém que queira, tal como eu, uma relação simples, mas não simplista, uma relação feita de amor, respeito, confiança, amizade, paixão, amor, sinceridade e carinho."

    ... tudo menos uma relação simples..

    :)

    ResponderEliminar
  2. Usei o teu texto para fazer uma declaração de amor ao meu homem... Thanks. [e um dia hás-de ter o que tanto queres, confia...]

    ;)

    ResponderEliminar
  3. E acima de tudo, tu mereces muito amar e ser amada.

    ResponderEliminar
  4. Tb o li e revi-me (ca bergonha!)É a mesma autora do Metade da laranja?

    ResponderEliminar
  5. Ai, tantas coisas boas que eu também quero :)

    ResponderEliminar
  6. Eu Mesma!,

    Uma relação simples no sentido de não haver complicaçõaes, "mas o que é que será que ele quer dizer com isto, percebes? Porque eu não gosto de "palavras rasgadas" nem coisas que ficam por dizer e acho que quando se gosta não se deixa espaço para dúvidas nem mal entendidos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Butta,

    :) a ver se combinamos o nosso cafézinho.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. S*,

    Sabes que elevas o mego não sabes?
    Obrigada.
    Bom saber que se fazem verdadeiros amigos nos blogues.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Mia,

    É sim senhora e ela deixou-me soubar à descarada o título.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Lua,

    Antes de mais obrigada por me teres deixado roubar o título. É que assim que o vi surgiu-me logo a ideia para um texto. E vais ter essas coisas todas tal como eu espero ter.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Faço minhas as tuas palavras... também continuo a sonhar..

    ResponderEliminar
  12. Será que é possível "roubar" o texto e publicá-lo no meu blog? É que sinto exactamente a mesma coisa...
    Eu identifico de quem é e faço referência ao blog.
    Se puder ser tudo bem, se não, não há problema.
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  13. Miss Melancia,

    Claro que sim.
    É um elogio.
    Obrigada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Obrigada. Já publiquei se depois quiser dar lá um saltinho!!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  15. Podia muito bem ter sido escrito por mim...
    Adorei!:)

    ResponderEliminar
  16. Bem que podia ter sido eu a escrever...
    Adorei e revi-me a 100%! :)

    ResponderEliminar