domingo, 7 de outubro de 2012

Bad boys e outras coisas

Muitas mulheres, nas quais infelizmente tenho de me incluir, têm uma certa tendência, para se encantarem com bad boys.
E bad boys aqui não significa necessariamente aqueles homens com ar mais rufia, que andam em carros modificados e não sabem fazer o superlativo absoluto sintético do adjectivo sábio. Não. Bad boys é muito mais abrangente do que isso. Bad boys são todos aqueles homens que  não nos dão a atenção que merecemos.

Mas nós, teimosas, inseguras, e com a mania que os vamos mudar, quando eles perceberem, finalmente, o quão fantásticas somos, continuamos, estoicamente, a ligar e a mandar mensagens, sem esperança que eles respondam ou sequer atendam. Porque eles sabem exactamente como nos deixar pelo beicinho;  quando estão connosco fazem com que tudo pareça maravilhoso, o mundo deixa de existir, somos só nós. Nós e eles, eles e nós.
O problema é que estes momentos são esporádicos. Tão depressa são capazes de estar connosco dois ou três dias seguidos como estar semanas sem mandar, sequer, uma única mensagem. Mas nós esperamos. Esperamos e esperemos e esperamos. E ligamos, uma e outra vez, enviamos mensagens, arranjamos desculpas que justifiquem o facto de eles não nos darem atenção.
“Talvez ele tenha medo que sente por mim”. “Talvez ele ache que sou uma mulher demasiado independente”. “Talvez não tenha tempo/saldo no telemóvel/esteja com muito trabalho”.
Mas isto são, e nós sabemos, desculpas. Porque, lá no fundo, e embora não queiramos admitir (porque dói que se farta!), temos consciência que o problema é eles não gostarem assim tanto de nós. Gostam de estar connosco de vez em quando mas não somos uma prioridade na vida deles. A bottom line é esta e não há volta a dar.

Eles não gostam assim tanto de nós e nós teimamos em tratar como prioridade quem nos trata como opção.
Mas o bom de tudo isto é que um dia nos cansamos. Um dia abrimos os olhos e percebemos que queremos e merecemos mais. Percebemos que, quando alguém realmente quer estar connosco, não tem medo do que sente, não tem medo que sejamos independentes, não nos deixa ter dúvidas, tem sempre tempo para nós, tem sempre saldo no telemóvel e nunca tem muito trabalho.
Porque somos importantes. Porque faz questão de nos mostrar isso mesmo. Porque nos trata com todo o respeito, consideração e carinho que merecemos.
Porque nos trata como a prioridade que devemos ser.
Nessa altura percebemos que perdemos demasiado tempo com quem não (nos) merecia, fechamos a porta aos bad boys e abrimo-la aos good guys (que muitas vezes já lá estavam à espera), com a certeza de que eles nos vão fazer felizes a tempo inteiro e não apenas em part-time.

11 comentários:

  1. és tão querida...

    beijinhos para ti.

    ResponderEliminar
  2. Finalmente alguém o diz...ehheheh... infelizmente...é a mais pura das verdades... e todos os homens são Bad..ou podem também ser Good...é como as mulheres...o problema é mesmo só reparar-mos em quem REALMENTE gosta de nós pelo que somos...muitas vezes..demasiado tarde...
    E muitas vezes por razões estúpidas...como por exemplo...o não ser fisicamente BOM...(definido)...ehheheh

    ResponderEliminar
  3. É mesmo isso querida. Temos de gostar de quem gosta de nós.

    ResponderEliminar
  4. Um dos teus textos que mais gostei de ler desde sempre! (Este e o último mail... cuja resposta não tarda!). Beijos mil e mil sorrisos! :)

    ResponderEliminar
  5. :)

    Pura verdade!

    Este texto poderia bem ter sido escrito por mim há uns anos atrás.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Foi muito BEM descrito :) Sem dúvida, que já todas nós já nos deparamos com um "Bad boy " na nossa vida. Infelizmente os "good guys" nem sempre são tão valorizados quanto deviam. Guilty...
    **

    ResponderEliminar
  7. Acredito que todas as mulheres se reveêm neste texto. Mais cedo ou mais tarde encontramos um desses tipos. Pessoalmente, tive a minha dose, mas hoje só agradeço esses tempos difíceis. Acredito que se tivesse encontrado o meu good guy logo aos 20 anos, antes de todas as más experiências que tive até o conhecer, não lhe teria dado metado do valor que ele merece. Porque ele sim, é um Homem.

    ResponderEliminar
  8. talvez as mulheres gostem de alguma rebeldia própria dos bad boys, mas depois chegam à conclusão que essa rebeldia está associada a idiotice pura e mudam de ideias...

    ResponderEliminar