domingo, 23 de outubro de 2011

Incoerências ou "Outra vez as medidas de austeridade"

"[...] Se bem se lembram, foi a medida emblemática do programa eleitoral do PSD e o tema principal do decisivo debate televisivo entre Sócrates e Passos Coelho, Passos garantia que descia a TSU em 7 ou 8 pontos e financiava a descida através da subida de escalão de algumas taxas intermédias do IVA. Afinal, o que aconteceu é que a TSU desceu zero, mas, em contrapartida, subiu o IRC para as empresas, os trabalhadores vão ser forçados a trabalhar mais meia hora diária grátis e quase todas as taxas intermédias do IVA subiram para o máximo! Digam-me lá quantos votos teria tido o PSD se tem anunciado isto na campanha? E sabem porque tudo mudou, afinal? Porque, como confessou Vítor Gaspar esta semana, a descida da TSIJ era um modelo de trabalho académico, estudado em algumas Universidades, mas jamais testado na realidade, tamanhos são os riscos que acarreta..."
(Miguel Sousa Tavares, Expresso, Sábado dia 22 de Outubro)

Sem comentários:

Enviar um comentário