terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Uma amiga perguntou-me há dias como é que podemos esquecer alguém. E a resposta seria muito fácil se este alguém lhe tivesse feito mal. Tinha apenas de lhe dizer para pensar nela e ter amor próprio e lembrar-se do que ele fez. Mas não é essa a situação. É uma situação aliás totalmente diferente.
O que aconteceu neste caso foi que essa minha amiga teve alguém que gostou muito dela mas com quem ela não chegou a ter uma relação. Porque na altura havia outra pessoa na vida dela por quem ela optou e com quem namorou ainda bastante tempo. Mas agora passados uns anos e terminada essa relação ela questiona se fez a escolha certa. Sente que não. Que devia antes ter optado pela outra pessoa. E não se consegue esquecer disso. O problema é que essa pessoa por quem ela não optou tem agora um compromisso sério. Por isso não há forma de ela ir ter com essa pessoa e tentar aquilo que não tentou. Por isso a solução tem de ser mesmo esquecer. Mas ela não sabe como e eu também não tenho uma resposta mágica para lhe dar. Apenas me lembro das coisas habituais que se costumam dizer. Que é necessário esquecer para seguir em frente. Que se ela na altura fez esta escolha é porque era o que sentia e que não devemos contrariar aquilo que sentimos. Que não adianta pensarmos no passado, a não ser para aprender com ele, porque ele não vai mudar.
E gostava muito de lhe poder dizer alguma coisa diferente. Que realmente a ajudasse a esquecer. Porque ela é uma pessoa fantástica. Que merece muito ser feliz. Mas ela diz-me que esta pessoa deve ter sido quem mais gostou dela até agora. Que fez coisas por ela que nunca ninguém tinha feito. Que não sabe se volta a encontrar alguém assim. E por isso é que lhe é tão difícil esquecer.

P.S.: conseguem ajudar-me a dizer-lhe alguma coisa que a ajude?

10 comentários:

  1. A unica ajuda que eu possa dar é que "os se" nunca sao uma opcao...

    ela tomou uma decisao que na altura ela a melhor e a mais correcta para ela...

    ela que não se agarre a um "se"....

    ResponderEliminar
  2. Se não está com essa pessoa, não vale a pena ficar agarrada a floreados e ideias cor-de-rosa. Se não estão juntos, das duas uma: ou porque ela não quer, ou porque ele não quer. Visto que ela quer, arrisco a segundo.- Logo, de que vale ele ter gostado muito dela? Acabou. Altura de seguir em frente.

    ResponderEliminar
  3. Outra coisa... isso é feio. Não gosto de criticar, mas se a outra pessoa tem um compromisso sério deve gostar da sua namorada. Qual o sentido de tentar interferir numa relação se foi ELA que optou por outra pessoa? As pessoas não têm de estar de braços abertos à nossa espera, à espera que nos lembremos que afinal as queremos.

    ResponderEliminar
  4. Eu acredito que tudo acontece por uma razão por isso o facto de ela ter tomado aquela decisão aconteceu por uma razão e agora ela deve seguir em frente. Há também quem diga que um grande amor se esquece com outro grande amor, quem sabe :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. S*,

    Ela não interferiu de forma alguma na nova relação da outra pessoa. Tem vivido isto apenas para ela. E nem ele sabe que ela pensa nisto. A questão não é ela esperar que ele esteja de braços abertos, ela sabe que foi ela que o rejeitou, o que ela quer é uma forma de o esquecer e sobretudo de não pensar que desperdiçou um amor que podia ser feliz.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Tem duas soluções:esquece e isso só o tempo ajuda, ou luta...

    ResponderEliminar
  7. Lutar está completamente fora de questão. A questão aqui é mesmo arranjar estratégias para esquecer alguém que nos tratou bem, gostou mesmo muito de nós mas nós na altura tomamos a decisão de não ficar com essa pessoa. Porque ela não se iria meter no meio da relação que ele tem.

    ResponderEliminar
  8. Eu adoava ter uma resposta para te dar.
    Aliás, se descobrirem alguma, informem-me. O meu caso é ligeiramente diferente pk eu namorei com a pessoa que mais gostou de mim e que eu duvido voltar a encontrar alguém assim.
    Acabamos por incompatibilidade de feitios, de objectivs, ...
    Não dava, nesta altura não nos entendemos.
    Às vezes ajuda seguir a nossa vida sem pensar muito: pensar que que tiver de acontecer, acontece mas nunca devemos fechar as portas a novas oportunidades.
    Quando as pessoas nos dizem: "eskece-o" seja qual for o motivo, é apenas mais uma faca que nos espetam.
    Infelizmente, não há uma fórmula mágica. Eu bem gostava de a ter. Mas acho que realmente ela deve prender-se a um ideal de relação e o gostar muito, nem sempre é suficiente.
    Não esquecendo que cada caso é um caso, a solução que melhor te posso indicar é k ela exteriorize tudo o k a asfixia, k a incomoda. Que passe muito pouco tempo isolada e que ocupe sempre a sua cabeça com outras coisas. E claro, que esteja sempre rodeada pelas pessoas que gostam dela.
    O resto, o tempo encarregar-se-á de ajudar: ou aproximá-los-á ou proporcionará outras oportunidades na vida dela.
    O tempo é o nosso melhor amigo.
    Espero que ajude.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Não há respostas mágicas e acertadas para estas situações...resta-lhe seguir em frente e esperar que o tempo apague tudo.

    ResponderEliminar
  10. Consigo. Este sr: http://lisbonnew-yorker.blogspot.com/2011/01/homem-do-mes.html

    ;)

    ResponderEliminar