domingo, 18 de outubro de 2009

Nestes dias a única coisa que faço, além de chorar e ter muito medo, é perguntar-me se conseguirei voltar a sorrir como dantes, sem que por trás desse sorriso exista uma tristeza. Se conseguirei voltar a olhar para o céu e não ver nuvens negras no horizonte. Se irá ser possível voltar a sentir paz.
Tenho, mais do que qualquer outra pessoa, acompanhado a minha mãe nesta altura dificílima da vida dela (e da minha). Mas custa-me vê-la a entregar os pontos, a querer estar sempre deitada, com uma cara de derrotada. E talvez há pouco tenha sido injusta com ela.
Sinto-me completamente perdida.

8 comentários:

  1. Posso dizer que compreendo.
    Não há nada a dizer, mais que um abraço e a certeza que "come what may" se fez/faz/fará o melhor

    ResponderEliminar
  2. Miss G
    a experiencia diz-me que chorar fez bem... que liberta o que sentimos... e extravasa o que precisamos de extravasar...

    depois vem a calma e a serenidade...
    chora tudo o que tiveres para chorar...

    ResponderEliminar
  3. oias!
    Estás a passar uma má fase tal como a tua mãe.
    Por isso tens todo o direito de chorar a dor é tua podes exprimi-la.
    Quanto á tua mãe se ela está em baixo tenta ter paciência e dar-lhe força, apesar de ser dificil poistu tambem estás fragilizada. sei que é dificil mas tenta.
    força!

    bjnh*

    ResponderEliminar
  4. As dores dos que amamos magoam sempre mais do que as nossas, porque nos sentimos imponentes. É natural que tenhas momentos de maior revolta em que possas ser injusta, mas de certeza que só o és, por a amares tanto. Força querida...

    ResponderEliminar
  5. Miss G

    Coragem e um dia de cada vez. Embora não pareça, o sol voltará a brilhar.

    Z

    ResponderEliminar
  6. Muita força para ti para que assim consigas dar à tua mãe o apoio de que ela tanto precisa!
    Pensamento positivo :)

    ResponderEliminar