sábado, 16 de maio de 2009

Et voilá... (ou carta aberta aos anónimos da blogosfera)

Assim, num piscar de olhos, se eliminam os comentários anónimos.

Podia mantê-los, é verdade que podia. E ir respondendo e alimentar polémicas e discussões. E irritar-me à conta disso. Em nome da liberdade de expressão. Em nome do politicamente correcto. Porque as pessoas têm todo o direito de dizer o que querem, o que pensam e o que sentem. É verdade.

Acontece que, de há uns tempos para cá, aprendi a pensar mais em mim do que nos outros. A ser egoísta no bom sentido. A pôr-me em primeiro lugar.

Acontece também que este blogue é meu e que o tenho para escrever o que quero, quando quero. E que não estou para ter que ler comentários anónimos, desagradáveis, que escrevem o que lhes apetece, sem me conhecer e que, na maior parte das vezes, não faz qualquer sentido. Que comentam de forma rude e sem qualquer respeito por quem escreve. Que utilizam os blogues das pessoas para descarregar as frustrações. Querem descarregar frustrações? Acho muito bem, que eu também o faço. Mas não de forma cobarde e anónima. Comprem um saco de boxe. Façam exercício físico.

Acontece ainda que se há máxima que respeito na vida é: respeita para poderes ser respeitado. E, como considero que aos anónimos da blogosfera lhes falta em respeito o que têm em estupidez, não vos vou respeitar.

Sempre me irritou muito esta coisa dos anónimos que escrevem perfeitos disparates sem rosto e sem nome. Que atacam com a único propósito de ofender e magoar. E sempre me insurgi contra isso no blogoe dos outros. Mas, nesses casos, apenas podia falar e nada podia fazer. Aqui, o blogue é meu. Logo, aqui, quem manda sou eu.

Sou, firmemente, contra injustiças. E os anónimos, regra geral, são injustos. E maus. destilam ódio em cada letra. E não é para isso que teno um blogue.

É censura, o que estou a fazer? Pois é. Porque há pessoas que não merecem e não sabem lidar com a liberdade.

Infelizmente.

E eu, simplesmente, não estou para aturar isso. Soubesse eu que ia ser assim e já há muito tempo que teria abolido os comentários anónimos.

P.S.: e, se isto continuar, desaparecem também os comentários em que as pessoas podem apenas colocar o nome -os open Id.

8 comentários:

  1. E fazes tu muito bem em não ligar nenhuma a essa gentinha.. é perda de tempo, porque não se aprende nada com eles.. apenas aparasitas, que gostam de meter nojo por tudo que é lado.. estou cntg!
    beijos

    ResponderEliminar
  2. Há gente que não tem mais nada que fazer... enfim...

    Beijinhooooo

    ResponderEliminar
  3. Ainda esta semana vivi algo semelhante, no meu blog, fruto da estupidez de pessoas que se escondem atrás do anonimato. Que falam mal, xingam, dizem coisas sem sentido, mas cobardes como tudo. ainda não moderei os comentários no meu blog, mas estou a pensar seriamente faze-lo...

    ResponderEliminar
  4. Deve ser um virús que anda por aí, porque no meu também fizeram o favor de o enxuvalhar e voilá, o perfil não está acessível!
    Se ao menos as pessoas fossem corajosas...enfim!

    ResponderEliminar
  5. Concordo inteiramente contigo....
    a minha opinião é que as pessoas são cobardes....

    esconderem-se atras de um anominato é porque não têm tomates para assumirem a opinião deles...

    fizeste muito bem!

    ResponderEliminar
  6. Bem, adorei este post, concordo com td o que escreveste. Tb já tive mtos comentários anonimos e maldosos num outro blog que tenho sobre um assunto especifico que gera controvercia. Senti-me tão mal, conseguiram mm deixar-me triste por alguns momentos.
    Olhando para trás tenho a certeza que a melhor atitude seria apaga-los, simplesmente!

    Mas pensando pelo lado positivo... foi preciso puxar esse assunto para vir aqui escrever um testamento! :P Um viva para os anonimos!! :D

    ResponderEliminar
  7. Não admitas gente reles aqui no teu espaço tão bonito. :)

    ResponderEliminar