terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Mulheres!



Título original: The Women
De: Diane English
Com: Meg Ryan, Annette Bening, Eva Mendes
Género: Comédia, Drama
Classificacao: M/12
EUA, 2008, Cores, 115 min.

Sinopse: Mary é uma mulher moderna, casada com Stephen Haines, um homem de negócios nova-iorquino. Fiel ao marido e mãe de uma filha, está rodeada das suas "amigas". Mas elas sabem uma coisa que ela ignora: o marido anda a traí-la com Crystal Allen.Baseado no filme de 1939 de George Cukor, "Mulheres!" reúne um elenco de luxo: Meg Ryan, Annette Bening, Eva Mendes, Debra Messing, Candice Bergen, Debi Mazar, Carrie Fisher, Bette Midler e Jada Pinkett Smith.

Acontece-me frequentemente um livro que leio ou um filme que vejo conterem a mensagem que estava a precisar de receber num determinado momento.
E, sem dúvida, foi esse o caso de "Mulheres!".
Não sei nem me interessa se é um grande filme (os críticos do público arrasam-no), sei que a mim (e a qualquer mulher que precise de perceber que a vida pode ser o que nos queremos) me fez muitíssimo bem e saí do cinema como gosto de sair após um filme: leve, bem-disposta, mas com algo mais do que quando lá entrei.
Pensei, sorri, ri-me, fiquei triste, espantei-me, emocionei-me, enfim, passei por toda uma panóplia de estados de espírito.
E, o mais importante de tudo, ercebi que a vida pode ser o que quisermos, desde o momento em que o quisermos. Basta acreditarmos que é possível e, mais importante que isso, sabermos quem somos e o queremos de facto.
Deixo, no ar, exactamente essas duas perguntas, "quem és?", "o que queres?" e um conselho: vão ver o filme!

P.S.: para um próximo post fica prometido uma reflexão sobre o meu "quem és" e "o que queres" que já ando para escrever há uns dias e agora vem mais do que a propósito.

2 comentários:

  1. Olá!
    Eu por exemplo não achei que o filme me tivesse acrescentado nada de novo. Apenas mais do mesmo.
    A Meg Ryan nem parece a mesma depois da operação da cara.
    Mas ianda bem que te fez bem.
    Jokas

    ResponderEliminar
  2. Olá. E bem-vinda. :)
    Como eu disse, a mim, fez-me um bem tremendo. A crítica que lhe fiz teve apenas a ver com a forma como me tocou a nível pessoal.

    ResponderEliminar