sábado, 30 de março de 2013

Sobre os anónimos



Com o aumento de visitas, é normal os blogues começarem a receber também comentários anónimos, e eu não sou excepção.

Não os publico, sejam dirigidos a mim ou a outras pessoas, mas não posso deixar de fazer algumas considerações.

Não consigo perceber como é que alguém se dá ao trabalho de vir a um blogue que não gosta, fazer considerações desagradáveis, e, na maioria dos casos, erradas, sobre essa pessoa e o dito blogue. Não consigo perceber como é que essas pessoas perdem tempo nisto, quando o podiam aproveitar para tentar ser felizes. Não consigo perceber, sobretudo, como é que estas pessoas não percebem que, o facto de deixarem comentários desagradáveis, anónimos e na maioria dos casos ressabiados, diz muito mais sobre elas do que sobre as pessoas que criticam; diz, por exemplo, que são pessoas que não estão bem nem com elas nem com a vida e que sentem prazer em rebaixar os outros.

E, o pior de tudo isto, é estes anónimos falarem de coisas que não sabem, o que faz com os comentários que deixam não correspondam, em nada, à realidade. Tal como diz a imagem, a opinião deles não tem que ser, e regra geral não é mesmo, a nossa realidade. O que é triste é estas pessoas, que nem coragem têm de assinar um comentário, se sentirem donas da verdade e acharem que sabem mais da vida dos bloggers do que os próprios bloggers.

Também leio coisas em alguns sítios das quais não gosto. Também há bloggers que não me cativam, que não acho interessantes, que não me dá prazer ler. Mas, nesses casos, é simples: não vou aos respectivos blogues. E, no caso de ler um texto com o qual não concordo, deixo um comentário, assinado, com a minha opinião escrita de forma construtiva. Mas isto é tudo o que os anónimos não fazem.

E eu tenho pena, tenho mesmo pena que percam tempo com coisas mesquinhas e não percebam, que, com isto deixam um retrato muito pouco agradável deles próprios.


7 comentários:

  1. Sem dúvida alguma; por vezes creio também que de "anónimos" têm muito pouco, pois são pessoas que até conhecem os bloggers que criticam e têm assim uma forma surreal de tentar espezinhar...eu acabei por restringir o acesso a esses anónimos, porque me apanharam numa fase da vida menos feliz, e aquilo irritava-me, mas hj, lembrando-me de alguns comentários, percebo perfeitamente de que anónimos se tratou :)

    Os restantes, quanto a mim são pessoas perturbadas, psicopatas, sociopatas e afins...não lhes traço outra patologia que não uma dessas.

    ResponderEliminar
  2. Há uma franja de comentadores doentes que me "assustam". Felizmente eventualmente essas pessoas desaparecem, mas... haja paciência.

    ResponderEliminar
  3. Ainda não vi essa parte menos bonita da blogosfera, felizmente. beijinhos e boa Páscoa!!

    ResponderEliminar
  4. Sabes que eu no início não entendia os anónimos. Depois percebi que nitidamente são pessoas profundamente infelizes. Passei a ter pena deles.

    ResponderEliminar
  5. Eu no fundo tenho tido uma sorte tremenda a esse nível. Mas tenho assistido a coisas muito desagradáveis noutros blogues. Penso que são muitas vezes pessoas com algumas carências e que acabam por se vingar um pouco nestas coisas.

    ResponderEliminar
  6. Também tenho tido sorte nesse campo, mas tb já os li noutres bloges e acho que tens toda a razão... enfim...

    ResponderEliminar
  7. Olá, adorei o seu blog, ao ler alguns posts, vi que você é uma pessoa esforçada que só quer falar e ser ouvida na blogosfera, assim como eu. Posso dizer que gostei muito do que li, vc tem um potencial enorme e sei que será um grande blog de fácil entendimento e conteúdo gostoso de ler. Sou Luciana Shirley do blog http://coisasecoisasdalu.blogspot.com.br/ se desejar me visite e siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderEliminar