sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Lovefool

Dear, I fear we're facing a problem
You love me no longer, I know
And maybe there is nothing
That I can do to make you do
(Lovefool, The Cardigans)

Ultimamente tenho assistido a muitas situações assim. Mulheres que se mantém em histórias que de amor já nada têm. Talvez já tenham tido em tempos. Mas deixaram de ter e elas, nós, insistem em agarrar-se a um passado que já não é. A interpretar sinais que nada querem dizer. A correr atrás de homens que não gostam delas, que não lhes telefonam, não querem saber, não se preocupam, não se interessam. E a maior parte até tem noção disto. Que alguma coisa de facto mudou.
Mas por algum motivo continuam a aceitar migalhas como se fossem um óptimo manjar. A viver com o amargo de saber que aquela pessoa já não nos quer assim tanto. E se não nos quer assim tanto é porque não nos quer simplesmente.
Tenho dito algumas vezes que quando um homem quer estar com uma mulher faz tudo por estar. Claro que não sou ingénua ao ponto de achar que gostar é suficiente, porque muitas vezes não é, mas quando um homem quer estar tenta estar. E não há nada que o impeça. Por isso não adianta nós corrermos atrás e ligarmos e mandarmos mensagens desenfreadamante. Quando ele não atende, não telefona e não manda mensagens é porque não quer falar connosco.
E não é insistindo que vamos fazer com que ele queira. Antes pelo contrário. Vamos apenas humilhar-nos, fazer com que deixe de ter paciência para nós, e implorar por algo que devia ser dado de forma natural.
Uma coisa da qual temos que nos convencer é que o amor não se implora. E que nesse caminho apenas conseguimos destruir a nossa auto-estima. É duro assumir que uma pessoa não gosta de nós? É. Mas é preferível isso do que andar a correr atrás de quem não nos quer.
E se essa pessoa nem sequer tem respeito o suficiente para nos dizer "não" e vai empatando a situação com "não sei", "talvez", "não me pressiones" pior ainda. Porque nos dá uma algo a que nos agarrarmos. Mas acima de tudo porque mostra uma falta de consideração enorme. Falta de empatia com aquilo que estamos a sentir. Falta de carácter. E mostra ainda mais que não merece a nossa atenção.
A solução é simplesmente aceitar. Aceitar que os sentimentos mudam, que o amor também acaba, que existem pessoas não gostam de nós e que isso não significa que o problema seja nosso, que não sejamos mulheres interessantes, que tenhamos feito alguma coisa errada. E depois de aceitar encerrar o capítulo, fechar a porta e seguir com a nossa vida tal como faziámos antes de ele existir. Até porque se ele realmente gostar de nós sabe onde estamos, como nos contactar e não é por nos afastarmos que nos vai esquecer. E aí percebe que tem de nos valorizar, que não nos contentamos com menos do que merecemos, que nos valorizamos o suficiente para nos afastarmos de quem gostamos quando sentimos que não nos tratam bem.
Tal como o anúncio do leite matinal dizia há tanto tempo se nós não gostarmos de nós quem gostará?

7 comentários:

  1. Sabes a minha opinião... falta de auto estima, sem dúvida. Talvez achem que não merecem mais ou sejam crentes ao ponto de julgar que eles mudam.

    Se não exigirmos o melhor... ninguém nos dá o melhor.

    ResponderEliminar
  2. É mesmo isso, nunca devemos mendigar para que gostem de nós. Assim como não devemos dar tudo de uma vez, há que encontrar o equilibrio! bjs

    ResponderEliminar
  3. tem piada ter lido isto. uma amiga minha, da minha idade anda a "paranoicar-se" com um rapaz mais velho e com namorada. e é mesmo dessas que mandas mensagens atrás de mensagens e que nunca, ou quase nunca obtem resposta. e é mesmo dessas que se agarra a qualquer migalha. depois de ler isto já acho que afinal quando sou dura e lhe digo as coisas, não sou eu que estou errada.

    ResponderEliminar
  4. gostar de quem gosta de nós isso somente . há homens que nao merecem a mulher que têm, só a descobrem depois de a perderem
    kis :=):=)

    ResponderEliminar
  5. É mesmo isso... quem ama corre, procura, liga, mima... quer simplesmente saber se a pessoa amada está bem... e ouvir a sua voz é algo fantástico, se não possível a presença!!! ;-DDD

    ResponderEliminar
  6. Custa sempre abandonar sentimentos. É preciso muitas vezes um choque para as pessoas desligarem e ganharem lucidez.

    ResponderEliminar