quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Polémica?

Apesar de não me querer envolver em polémicas, andar um bocadinho a leste da blogosfera, e de há apenas poucos minutos me ter apercebido do que se passava, não posso deixar de escrever umas palavras sobre o assunto.
A verdade é que não há aqui polémica nenhuma. Existe uma pessoa, fantástica por sinal, que estava a passar por um momento de ansiedade. E que resolveu escrever sobre isso no blogue que tem. O blogue pessoal. Que ninguém é obrigado a ler. E tudo o resto que se escreveu à volta disto são apenas pormenores. Aos quais não se devem dar importância. Porque o que interessa é que tudo correu bem.
A maldade existe e vai sempre existir. Tal como a crítica gratuita. E a intromissão na vida alheia.
É tão mais facil julgar os outros do que olhar para o próprio umbigo. Quando aquilo que deviámos pensar era que se não gostamos que nos critiquem as opções não deviámos criticar as dos outros. Concordemos com elas ou não. Porque nem sempre temos que exprimir a nossa opinião. E há alturas em que saber estar calado é mesmo a melhor opção.
Afinal, o que é que nos temos a ver com a vida dos outros, alguém consegue explicar?
Mas ler que houve pormenores que foram escritos que feriram a sensibilidade alheia é no mínimo chocante. Até parece que os pormenores que envolvem um parto são algo que não é natural. Mas quando nos apetece criticar gratuitamente dá sempre jeito apelar à moral e aos bons costumes. Ninguém transmitiu o parto em directo. Ninguém escreveu textos da sala de parto. Ninguém revelou alguma coisa que ponha a segurança do bebé em risco. Apenas foram partilhadas dúvidas, medos, anseios.
E assim sendo, única coisa que faz sentido dizer é, bem-vindo ao mundo Martim. E minha querida Miss Glitering, tal como te disse na nossa conversa, tenho a certeza que és uma excelente mãe. E isto é a única coisa que verdadeiramente importa.

P.S.: a mim o que me incomoda é mesmo a maldade. O julgar os outros, atitudes ou pessoas, sem qualquer filtro. O sentimento de superiodade subjacente.

P.S.2: E que moral têm as pessoas, que perdem tempo a criticar opções que não lhes dizem respeito, para dizer que a pessoa em questão perde tempo a escrever no blogue?

P.S.3: Todos sem excepção temos telhados de vidro. E lembrarmo-nos disso antes de atirar pedras era bom. Mas depois ficávamos sem forma de descarregar a frustração.

10 comentários:

  1. tens toda a razão! a verdade é que há muita gente que se aproveitou do "mediatismo" dado para apanhar alguns salpicos!

    beijocas

    ResponderEliminar
  2. Há pessoas mesmo pobrezinhas de espírito.
    Não vejo qual é o mal de a Miss Glitering ter partilhado (?!) esta fase da sua vida com os leitores que até então a tinham lido.
    O murmurinho que se gerou foi criado por pessoas que não tem mesmo mais nada que fazer.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Mas que a criticam por ela teoricamente ter estado a esrever no blogue quando estava na sala de espera da maternidade. Acontece que ela não podia ir para outro sítios. E as pessoas que perderam tempo a escrever textos a criticá-la...

    ResponderEliminar
  4. Nem mais, nem mais... É uma vergonha. As pessoas não gostam, têm o direito de não ler. Ponto final.

    ResponderEliminar
  5. agora é a polémica do pós parto, actualizem-se.

    ResponderEliminar
  6. Acho patética. Lembra-me o que o ser humano tem de pior.

    Ou eu tenho a mente aberta de mais ou a de certas pessoas é fechada que só visto.
    Deus as livre de descobrir que no youtube há vídeos de partos e bem explícitos.

    R.

    ResponderEliminar
  7. Estou chocada com o que se está a passar...este é o lado obscuro da blogsfera...

    ResponderEliminar
  8. Realmente é nojento...só hoje é que me dei conta que era sobre o nascimento do Martim...isso para mim é inveja, e tal como todas nós, desejo tudo de bom ao bébé e à mãe!

    ResponderEliminar
  9. Também reparei nesses comentários pela blogosfera. Encolhi os ombros e a única coisa que respondi foi: "então, é normal!! A rapariga está nervosa e como o blog é um diário quer deixar tudo registado!"

    Ora caramba, então tantos blogs de malta doente (com cancros e coisas assim), onde são descritos tratamentos ao pormenor até fotos e uma pessoa não pode relatar um parto? Bah...

    ResponderEliminar