terça-feira, 3 de agosto de 2010

Muitas vezes ouvimos dizer que as pessoas não mudam. E, sendo eu psicóloga, até concordo em parte com essa frase. A maioria das pessoas mantem-se fiel a uma determinada essência. E mudam apenas quando aquela postura já não lhes traz quaisquer benefícios. Quando as coisas negativas são mais do que as positivas. Quando já não aguentam sofrer.
Mas não essas mudanças hoje o foco da minha atenção. Porque geralmente não ouvimos falar muito das pequenas mudanças diárias que nos vão acontecendo. E essas mudanças são engraçadas ver em nós e nos outros.
A influência que as pessoas com quem nos relacionamos têm em nós. Quantas vezes dispensamos um bocadinho de tempo a pensar nisso? Pouco.
E a verdade é que se há pessoas que fazem despertar o que temos de melhor, que nos fazem querer ser maiores a cada dia, que fazem com que cresçamos, outras há que despertam os nossos lados mais negativos, lados que muitas vezes nem conhecemos, e dos quais não gostamos mas não conseguimos controlar.
E nós somos exactamente a mesma pessoa. Não há lugar a grandes mudanças. Daquelas que se costuma dizer que são raras acontecer. Mas estas pequenas mudanças, consoante as pessoas que nos relacionamos, podem levar-nos a agir de formas tão diferentes que muitas vezes nem nós próprios nos reconhecemos.

6 comentários:

  1. E o que se faz com aquilo que nos faz mal? Afastamo-nos. :)

    ResponderEliminar
  2. Já dizia o ditado: Diz-me com quem andas, dirte-ei quem és... ao andarmos com as pessoas erradas porventura fazemos surgir o nosso lado pior. Resta ter a coragem de sair dele... bjs

    ResponderEliminar
  3. Ola :)

    Comprei a máquina numa daquelas lojas de produtos para cabeleireiros do género Carlos Santos. Nao foi nesta que comprei mas é do genero.

    kiss*

    ResponderEliminar
  4. blog brutal!
    passa pelo meu e vê se curtes :)
    se houver algo que não curtas diz, conselhos são mais do que bem-vindos!
    queres seguir-me? :D é que dava um jeitão! :D mesmo!
    continua

    ResponderEliminar