segunda-feira, 15 de março de 2010

Porque há dias que custam mais a passar. E porque se há quem consiga passar por este tipo de doenças com um sorriso esse alguém não sou eu. Porque apesar de saber que há milhares de pessoas a passar pelo mesmo, que devemos pensar "porque não eu" em vez do recorrente porquê eu?" há alturas em que essa racionalização se torna muito difícil. Porque mesmo não tendo a maioria dos efeitos adversos (como vómitos, queda de cabelo, mal estar) um tratamento de quimioterapia deita sempre as pessoas abaixo. Porque custa horrores vermos quem ama a a sofrer. Porque é um sofrimento tão grande que não há palavras para o descrever. Porque o medo dos turva o raciocínio, nos deixa paralisadas e completamente desorientadas. Porque a minha mãe é a pessoa mais importante que tenho na vida. Porque tenho sido, por vontade própria, quem a tem acompanhado mais de perto em todo este processo. Porque tenho um medo atraz de que algo não corra bem. Porque apesar de não me fazer muita confusão as idas ao Hospital acabam por ter impacto. Há mesmo dias que custam mais a passar. E em que a tristeza, o medo, a incerteza, as lágrimas, o cansaço e a sensação de impotência nos invadem.

6 comentários:

  1. Só te queria dizer que vai correr tudo bem. Há que manter a fé... no que quer que seja... mas manter a acreditar sempre!
    Um beijinho grande e muita força

    ResponderEliminar
  2. Sei pelo que passas.
    A minha mãe ha 11 anos que fez quimio e tirou um peito.

    Na sexta feira passada retomou sessões de quimio desta vez vai ter queda de cabelo e cansaço.

    E eu estou longe, não posso estar com ela, o que me doi muito.

    Desejo-te boa sorte para a tua mãe e muita força para ti.

    Vera

    ResponderEliminar
  3. Coragem. É tudo o que te posso dizer agora... bjs

    ResponderEliminar
  4. Muita força e pensamento positivo :)

    ResponderEliminar