sábado, 23 de janeiro de 2010

Para ser grande

"Para ser grande,
sê inteiro:
Nada teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa
Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.

Gosto das pessoas que se dão por inteiro. Sem reservas, defesas ou barreiras. Que expoem aquilo que sentem com a simplicidade de uma palavra. E que não têm medo. Dos seus sentimentos. Dos sentimentos dos outros. Não gosto de pessoas que se escondem. Que jogam. Que se fecham e se isolam. Isso torna tudo tão mais feio, tão mais complicado. Porque é que havemos de mentir? De fugir? De nos escondermos? Só estamos a fazê-lo de nós próprios, a afastar-nos cada vez mais.
Eu dou-me por inteiro. Sem reservas.
E, por mais desilusões que sofra, continuar-me-ei a dar por inteiro.
Porque o que eventualmente possa sofrer com isso é infinitamente mais pequeno do que a felicidade que sinto quando alguém também se dá assim, a mim.

Põe quanto és no mínimo que fazes.

2 comentários:

  1. também eu gosto de pessoas assim ! essas , são "as pessoas"!

    bj
    teresa

    ( o continuando assim...já não continua assim ...agora estilhaçamos ampulhetas!! http://www.ampulhetasestilhacadas.blogspot.com )

    ResponderEliminar
  2. olá

    estou a gostar imenso do teu blog =) estou a le lo com muiita atenção =)

    adoro FP, especialmente Ricardo Reis, Sê todo no minimo que fazes!!!!

    jinhuz, aparece lá no meu =)

    ResponderEliminar