terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Acabei de enviar uma mensagem a uma amiga a dizer-lhe que não ia ao café de aniversário dela. E ponderei se lhe dizia a verdade. E a verdade é que me custa ir gastar tanta gasolina apenas por tão pouco tempo. É longe. É apenas um café que começa às 22h e amanhã é dia de trabalho para a maioria. Mesmo não tendo muito dinheiro para gastar, se fosse um jantar que me proporcionasse mais tempo com ela, ia sem dúvida. E pensei em dizer-lhe isto tudo. Mas sei o que ela me ia dizer. Que eu afinal não gosto assim tanto dela, que não valorizo o hoje ser o aniversário ou que se fosse o contrário ela viria. E então optei apenas por dizer que estou com rinite. Que é mentira mas que sei que ela aceita melhor que a verdade. Há pessoas a quem não se pode dizer a verdade. Porque são demasiado inseguras para que a consigam perceber. Tenho pena disso. Preferia não ter de ter mentido. Mas fazer com que ela ficasse triste por minha causa no dia de anos ainda me apatecia menos. E sei que ficava porque eu também já fui insegura a esse ponto. E sei o quanto dói sentirmo-nos assim.

16 comentários:

  1. Também tenho alguma dificuldade em dizer que não nessas situações, mas a única maneira que arranjei so far para as resolver, é quando digo não, já ter uma alternativa de "estar junto" pronta.

    ResponderEliminar
  2. eu ate compreendo o que sentes e o que dizes mas...

    se és assim tão amiga dessa pessoa... assentares a tua amizade com ela em mentiras... não me parece nem justo nem correcto...

    se ela soubesse a verdade... talvez tivesse marcado um jantar ou algo diferente para que pudesses também estar presente...

    amizades e mentiras são como o azeite e o vinagre... convivem em harmonia mas.. nunca se misturam...

    ResponderEliminar
  3. Gi? Olha quem eu vim aqui encontrar:p

    beijinho*
    e bom ano 2010:D

    ResponderEliminar
  4. pronto e vi agora que confundi a pessoa. Shame on me!
    ahah

    de qualquer forma, gostei do blog.
    Beijos,
    Juni

    ResponderEliminar
  5. Realmente há verdades difíceis de dizer, mas as verdadeiras amizades devem viver da verdade. Por isso se calhar tem que ponderar se são assim tão amigas. É que se fossem você podia dizer-lhe a verdade e ela compreenderia. Entre os verdadeiros amigos não há mentiras e tudo se compreende. Mas esta é a minha opinião. E já agora, a amiga não lê o blog?

    ResponderEliminar
  6. Estou de acordo contigo. Lamento que tenhas mentido, mas por vezes, quando gostamos, temos de proteger.

    Beijo meu ♥,

    A Elite

    ResponderEliminar
  7. quem sabe mais tarde ela nao entenda isso... é sempre triste passarmos o nosso aniversario longe de quem gostamos mas se entendermos e conhecermos bem a pessoa ate compreendemos e aceitamos...e numa proxima ate se faz por ter um momento mais proximo so com essa pessoa que sabemos que tem pouca disponibilidade....


    beijo e bom ano

    dsclp invadir assim

    gostei do blog

    sigo-te

    ResponderEliminar
  8. ela vai entender ... eu acho :)

    gostei do blog . Parabéns

    ResponderEliminar
  9. Não te martirizes por isso, se a verdade a ia deixar mais triste, então acho que fizeste o que devia ser feito... é as chamadas mentiras piedosas, todas as cometemos e não vamos para o inferno por causa disso. beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Pensa que não foi por mal que mentiste, mas apenas para lhe poupar essas mesmas inseguranças.

    ResponderEliminar
  11. Ou tu és mesmo muito amiga dela e dirias a verdade: a outra pessoa iria compreender. Ou não é assim tão importante e optaste pela opção que tomaste...

    Mas isto é visto de fora por quem não tem conhecimento de causa :)

    ResponderEliminar
  12. Acreditem que sou muito amiga dela sim. E que gosto muito dela. E que tentei estar com ela durante a tarde para lhe entregar o presente. E só não marcámos já uma nova data porque ela vai a Londres passar o fim-de-ano. Mas sabendo que ela ia ficar mais triste com a verdade do que com uma mentira que não faria mal seria preferível estragar-lhe o dia de anos? Sou apologista da verdade sim, mas há casos em que para protegermos as pessoas, não podemos ser completamente sinceras.

    ResponderEliminar
  13. A ideia de que se deve dizer o que se pensa a respeito de algo, alguém ou de uma situação é uma ilusão.
    A verdade, em certos casos, é uma pedra de arremsso, crueldade sem sentido.
    Não há que procurar justificações como "não se, nesta situação, ela o faria..." Os actos que praticamos são da nossa responsabilidade e deles damos contas a nós próprios, e estas são as contas mais difíceis de prestar.
    Por outro lado, não há relação, por melhor que seja, que não assente numa ou outra mentira. Alturas há em que, para não magoar o outro, certas coisas não se dizem: eu não quero que o meu marido me diga que estou feia com o ar cansado e despenteado que tenho em certos dias...
    Ser incorrecto e mentir, ou ser incorrecto e magoar alguém que é importante para nós? Para mim, escolho a primeira opção.
    Um excelente 2010.

    ResponderEliminar
  14. Isso é mm complicado. A tua parte é compreensível, mas se ela marcou somente um café é por algum motivo.

    ResponderEliminar
  15. Patrícia,

    Penso que foi jantar com os pais.

    ResponderEliminar
  16. é por isso também que tantas vezes convivemos apenas com criticas "construtivas" que sem querer nos destroem... Da mesma maneira que os outros não sabem ouvir a verdade nua e crua também não sabem dize-la quando, muito provavelmente, faria a diferença mesmo que magoasse...

    É este o ser humano, é esta a forma de estar de quase todos nós... com muita pena minha também...

    ResponderEliminar