domingo, 15 de novembro de 2009

Ser por inteiro

Torna-te naquilo que és.

E é isto. E é só. Porque isto de facto diz tudo.
Quantos de nós não sentimos, a determinada altura da vida, que não estamos a ser tudo aquilo que podemos ser? Que estamos a ficar aquém das nossas capacidades? Que podiámos ser muito mais?
Ficamos presos a medos, a incertezas, a coisas que nem sabemos o que são e vamos sendo muito menos do que o que poderiámos ser.
Mas como é que faz? O que é que, quando percebemos isto, podemos fazer para deixarmos de ser meios e passar a ser inteiros? Para deixarmos de ser apenas potencialidades.
Como é que se dá o passo para nos tornamos naquilo que somos?

4 comentários:

  1. O que eu adorava, saber a resposta para essas perguntas...
    Às vezes acho que nem meia chego a ser!

    ResponderEliminar
  2. o ser humano raramente sai da sua zona de conforto... a nao ser quando é obrigado...

    a isso chama-se crescer...

    ResponderEliminar
  3. simplesmente não se dá!!! :) não é preciso ele vem sozinho

    beijo
    teresa

    ResponderEliminar
  4. Acho que nunca sabemos dar esse passo.... parece faltar sempre alguma coisa para tudo fikar completo...

    bjokas

    ResponderEliminar