terça-feira, 28 de abril de 2009

A luta pela felicidade

Há uns tempos, a falar no messenger com uma amiga muito querida, que tomou uma decisão que muitas pessoas não percebem e que ela define como "ir atrás da felicidade dela" disse-lhe uma coisa que já penso há muito tempo:

"Há-de haver sempre pessoas a não perceber a nossa luta pela felicidade, porque, muitas vezes, é polémica. Quase arriscaria dizer "a maior parte das vezes". Porque implica admitir muitas coisas, cortar com outras, ouvirmo-nos a nós em primeiro lugar e não ligar muito ao que os outros dizem"

É difícil, pois que é, mas vale a pena. Mesmo que dê errado. Mesmo que no futuro nos venhamos a arrepender. Eu pago para ver. Independentemente de todas as pessoas que possam estar contra, de todos os "I told you so" que possamos ouvir depois.

Porque eu não quero nada nada um dia olhar para trás e arrepender-me de não ter lutado, pensar como poderia ter sido e pior, que, se calhar podia ter sido mais feliz.

Assim até posso partir a cara um milhão de vezes e arrepender-me de muita coisa, mas sei que o fiz para ser mais feliz e isso, meus amigos, na minha opinião, compensa tudo.

E mais: acho que, muitas vezes, as pessoas que mais nos criticam e avisam são aquelas que não têm a mesma coragem de correr os riscos necessários à luta pela felicidade, que "têm medo de partir a cara" e se sofrer.

E eu só digo: antes sofrer por ter vivido e tantado do que supsirar pelo que não aconteceu.

5 comentários:

  1. concordo contigo!antes arrependermo-nos do que fizemos do que do que não fizemos!

    ResponderEliminar
  2. Te aguardo do meu lado às 23h00!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu agora ando a ver se aproveito mais a minha vida, a fazer coisas diferentes do habitual. Sair mais, divertir-me mais, sorrir mais!

    ResponderEliminar