sexta-feira, 20 de março de 2009

E depois...

... há uma altura em que percebemos que estamos cansadas, cansadíssimas, de Bad Boys, porque, algumas vezes, eles podem ser mesmo do mais reles que por aí anda.
E aí mudamos a nossa ordem de prioridades no que diz respeito àquilo que mais prezamos em alguém.
E a minha passou a ser: bom fundo em primeiro lugar, inteligência em segundo e, tudo o resto, depois.

P.S.: sempre quis (e continuo a querer) acreditar que, por princípio, as pessoas não são más, nem violentas e que, mesmo quando nos prejudicam, não o fazem de propósito. Mas a vida fez questão de me mostrar, bem de perto, que não é bem assim. Se foi um aviso, obrigada, ó vidinha. Escusava era de ser logo assim, TÃO drástico. Mas deixa lá, eu percebo: querias certificar-te que eu aprendia de vez e que, aos primeiros sinais, em vez de insistir, me afasto.

5 comentários:

  1. Estou a ver que isso foi sério! Ainda bem que te safaste a tempo! :)

    Melhores dias virão!

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  2. É.
    A vida por vezes encarrega-se de nos mostrar o certo e o errado... nós é que por vezes somos teimosas :-)

    beijinhos e bom fds!

    ResponderEliminar
  3. Nada acontece por acaso...
    O carácter, atitude, e inteligência (não a esperteza!)... são das caracteristicas mais importantes, quando te relacionas com alguém, seja no trabalho, na amizade, no amor... ou até na reunião de condóminos ;-DDD

    Viva a promessa de bom tempo... é oficial, já estamos na Primavera!!!

    Beijinhos e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. O que vale é que já vimos incorporadas com um alarme que dispara ao sinal de perigo. Às vezes demora um bocadinho mais. Às vezes dispara logo mas nós fingimos que não ouvimos. Outras vezes ainda está prestes a disparar e já nós saltámos fora.... Graças a Deus!!!

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente, neste caso não foi bem assim.
    Ou melhor, o alarme que soou não me avisou que seria tão mau. Nunca, em momento algum, tive, sequer, uma vaga ideia de que assim pudesse ser. E, o pior é que, mesmo depois de já ter saltado fora há algum tempo, continuo a apanhar com estilhaços.

    ResponderEliminar